domingo, 27 de novembro de 2011

O "importante" legado de Neymar

Hoje em dia só se fala em Neymar. Neymar isso, Neymar aquilo. A mídia encasquetou em transformá-lo em herói, tendo como único motivo algo bem fútil e inútil, puramente lúdico.

Vamos listar as conquistas que fazem de Neymar o "homem mais importante do país" na atualidade.

- Estimulou um monte de homens a usarem um penteado ridículo.

- É o segundo feioso, na história da humanidade, a exercer a função de galã no mundo. O primeiro é o ator francês Jean Paul Belmondo.

- Tem a capacidade de estar em vários meios de comunicação ao mesmo tempo. Isso para falar nada sobre coisas nenhuma.

- Consegue convencer ricaços e gente influente a seguirem suas convicções, gostos e costumes de favelado analfabeto.

- Ah, e sabe correr atrás de uma bolinha e chutá-la a uma rede.

Grande bosta esse Neymar. Somente um país de burros alienados consegue cultuar e valorizar um imbecil como ele.

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Ugly is Beautiful



Somente o fanatismo futebolístico e a gorda conta bancária dos jogadores para justificar que analfabetos feiosos com cara de imbecil fossem recebidos de maneira histérica por galãs por um monte de garotas desvairadas, míopes e alienadas.

Sinceramente, DeGaulle estava certo: o Brasil não é um país sério. Se fosse, esses jogadores da "seleção" já teriam sido esquecidos há um bom tempo.

Idiotas idolatrando idiotas. Se combinam.

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

24 Razões para não gostar de futebol

COMENTÁRIO DESTE BLOGUE: Sinceramente não consigo entender toda a priorização que dão ao futebol, um esportezinho sem graça, jogado por gente sem escolaridade, de longa duração e regras chatas e que na verdade serve para que o brasileiro possa pôr sua hipocrisia em campo, já que ele pensa que o futebol une as pessoas, mas só naquele momento. Ricos e pobres podem até adorar ficar de lado a lado numa arquibancada de futebol, mas em atividades extra-futebolísticas, os mesmos vão se odiando mortalmente até que o próximo jogo possa uni-los novamente.



Em tempo: cada dia vejo mais mulheres gostando de futebol. Se gostar de futebol facilita a vida social - falsamente, claro -, já deve favorecer a vida afetiva. Mulheres cansaram de serem trocadas pelo futebol e, cansadas de procurar algum, homem que as valorize, resolveram aderir ao "se não pode vencê-los, junte-se a eles". Lamentável.



Essa é a lista de várias coisas chatas que existem no futebol (além de ser de fato, um esporte de analfabetos para analfabetos). Um verdadeiro freio de mão para a evolução social brasileira.



24 Razões para não gostar de futebol



Texto escrito por Rondes para o Orkut:



1 – Sou contra a corrupção, lavagem de dinheiro.



2 – Sou contra salários milionários para semi- analfabetos



3 – Sou contra a CBF e seu presidente perpétuo



4 – Sou contra os dirigentes de clubes e para mim o mais honesto foi Eurico Miranda ;)



5 – É um péssimo exemplo – vá a qualquer comunidade carente e pergunte a qualquer criança o que ela deseja ser quando crescer e saberá do que eu estou falando.



6 – Não gosto de Pelé, o acho antipático e oportunista.



7 – Futebol causa letargia coletiva e desvia a atenção dos reais problemas do nosso pais.



8 – Copa sempre cai em ano de eleição (mera coincidência).



9 – O AI5 entrou em vigor quando os brasileiros estavam distraídos com a copa do México.



10 – 80% dos torcedores fanáticos que conheço tem senso crítico e inteligência limitada.



11 – Por ser um esporte enfadonho, sem emoção e muito demorado.



12 – Em 90 minutos dá para ler alguns capítulos de um bom livro, navegar na Internet, atualizar o blog ver quem são os deputados atuantes ou os que tem a ficha suja. (isso sem contar os acréscimos e os melhores momentos).



13 – Mulheres preferem os homens que não gostam de futebol.



14 – Ficar olhando 22 homens suados correr atrás de uma bola para lá e para cá é um soco na inteligência de qualquer ser mediano.



15 – Futebol não tem estratégia, basta ver que um dos melhores técnicos do pais, o Wanderley Luxemburgo, não conhece nem as regras básicas de concordância da nossa língua portuguesa e consegue fazer um time ganhar.



16 – Membros de torcidas organizadas tem cara de presidiários de Bangu 1. (repare bem na torcida corintiana, flamenguista e vascaína e saberá do que estou falando).



17 – Torcedores de futebol são mais propensos a levar chifres, enquanto estão na “pelada” de domingo, o Ricardão (que não gosta de futebol) ta com sua namorada pelada em casa.



18 – Quando Charles Muller trouxe o futebol para o Brasil, também trouxe o cricket, você já viu alguém jogando cricket?



19 - No Brasil foram gastos 30 milhões para o sorteio da Copa, enquanto na Africa

do Sul foram gastos aproximadamente 2 milhões, estranho não?



20 – Para jogar futebol não é necessário nenhum talento especial e nenhuma capacidade intelectual que se destaque, do contrário Romário seria um perna de pau e os Ronaldos não saberiam chutar na bola.



21 – Porque o “globo esporte” não deveria se chamar assim, deveria se chamar “globo futebol” porque brasileiro acha que esporte se resume em futebol.



22 – A globo, sim esse canal que nasceu na ditadura e apoiou os governos militares, quer que você goste de futebol, assim dá para ganhar mais dinheiro com transmissão de jogos e com patrocínios – e você, como um idiota fica atrás da tela chorando com seu time.



23 – Pesquisas constataram que somente 46% dos brasileiros gostam de futebol, Sim, não são maioria, parecem ser porque fazem muito barulho.



24 – Para coincidir com o número vinte e quatro do item, acho que gostar de futebol é um indício muito forte de homossexualismo reprimido. Experimente passar de calcinha na frente do seu namorado enquanto ele vê um jogo de futebol e veja o que acontece!

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Características dos típicos torcedores da seleca

COMENTÁRIO DESTE BLOG: Os torcedores brasileiros são claramente membros de uma população de baixa auto-estima, destituídos dos sensos crítico e do ridículo, que ignora as conquistas do Brasil em outras áreas e se esconde no fútil futebol para tentar justificar algum sucesso para o país ou para as suas vidas. Coisa de gente que não sabe, não quer e não gosta de lutar por melhorias reais para suas vidas.

Características dos típicos torcedores da seleca

Por Renato Lima - Extraído do Orkut

Bom, vamos reunir por aqui os hábitos e comportamentos dessa espécie exótica q habita a nossas selvas de pedra. Agradeço àqueles q possam contribuir pro nosso enriquecimento cultural.

Os torcedores desse grupo de jogadores de camisa amarela, geralmente são:

- Xenofóbicos. Subestimam e ridicularizam qualquer q seja o seu adversário, que chega a se transformar em rivalidade (às vezes carregada de ódio) principalmente em times q já derrotaram o brasil algumas vezes como a Argentina, Uruguai, França, México, Holanda, etc, ostentando o batido argumento de q "nós temos 5 títulos" como se essa fosse a única qualidade de um país, oq leva ao comportamento abaixo.

- Não gostam do próprio país ou do q venha dele. Todo dia reclamam da política, da pobreza, da violência, das injustiças, mas pouco ou nada fazem para mudar isso. Investem + na cultura e produtos de outros países, afinal, tudo q é bom vem de fora. Salvo exceções.

- Patriotismo sazonal. A cada 4 anos, de repente nós vemos ruas, paredes, lojas, roupas, comida e até animais pintados de verde e amarelo. P/adorar o seu país? Tolice... Quem trabalha ou estuda, estimulam a vagabundagem coletiva e o país inteiro pára durante 90 minutos apenas p/ficar de frente a tvs e telões, fazendo muito barulho quando a seleca vence ou decretam o apocalipse quando perde.

- Fantoches da Globo/Sportv. Pelo menos até a copa de 2002, consideravam Galvão Bueno o melhor narrador do mundo c/seus comentários inteligentes e coesos c/a partida q está narrando. A lavagem cerebral q essas emissoras fazem nos seus telespectadores é em demasia, estimulando os 3 primeiros comportamentos citados acima.

- Preferem escalar o seu time do q ir nas urnas escolher seus representantes. Vc ainda se pergunta pq as eleições presidenciais SEMPRE acontecem em ano d copa do mundo??

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Tudo nos conformes

Bom. Amanhã teremos o sorteio para as eliminatórias para a enorme festinha infantil que se dará no território brasileiro em 2014.

Já que a "seleção" está garantida para a copa de 2014 por ser a anfitriã, não teremos mamata nem sorteios fraudulentos para as eliminatórias. Serão as primeiras eliminatórias totalmente honestas dos últimos 25 anos. Aproveitem, pois quando os jogos são honestos são bons de se ver.

Não são como nos manipulados jogos da "seleção" em que vencer é sempre a meta e que até mesmo driblar a ética e o bom senso são permitidos para que os amarelos ganhem e a população de alienados - leia-se torcedores da "seleção" - permaneçam anestesiados em sua pseudo-felicidade.

Jogos da "seleção" sempre são um festival de vale tudo. Vale tudo mesmo. Só não vale intelectualizar a população. Ah, isso não vale.

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Copa de 2014 começará no Dia dos Namorados

Que "romântico"... A copa de 2014 vai começar justamente no Dia dos Namorados, 12 de junho.

Resta saber se a data será ignorada como tem sido nas últimas copas ou se vão misturar as "paixões" para celebrar uma verdadeira aula de fanatismo, alienação e submissão à mídia, endeusando os feiosos jogadores analfabetos como "galãs" dessa novelinha besta, pré-escrita e com final previsível, geralmente feliz para a CBF e para a FIFA.

Os brasileiros adoram essas associações. Muitos "machos" ficarão felizes em ver a sua maior paixão - o futebol - homenageada justamente no dia considerado o mais romântico do Brasil.

Então porque os "machões" que fazem questão de ter um time "no coração" (pois amam mais seus times que suas mulheres - hummm...) não largam suas mulheres e se casam com os jogadores de futebol? Tenho absoluta certeza que desta forma os torcedores serão muito mais felizes.

Também, os jogadores analfabetos com "aquele" salário...

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Perdeu, perdeu, perdeu...



A selebosta deu adeus à Copa América. Deve estar a procura de muitas desculpas para justificar a - merecida - derrota!

E todo mundo apoiado no pirralho do Neymar-icas! Acharam que o Neymala era o Brasil. Pensaram que o jogo era Neymar x Paraguai. Se fuderam!

Agora estão chorando, se esquecendo que futebol é só ficção e que em nada influi na vida dos brasileiros.

A vitória também não ia adiantar nada mesmo. Ia ser apenas uma ilusão para a criançada brincar.

Vão procurar coisa importante para fazer, torcedores otários! Algo que realmente possa trazer alguma coisa produtiva para realmente salvar a nação.

Pois o cabelo do Neymarola só tem uma utilidade: fazer papel de ridículo.

domingo, 19 de junho de 2011

Atletas é que são felizes



Uma galeria de fotos de gatas que vivem relacionamentos com atletas de vários esportes. Atletas famosos, como sabemos, são a união de tudo que as mulheres querem: força física e sustento financeiro. nem vou ficar perdendo tempo dizendo com quem essas gatas são casadas. Pelo menos curtam as mulheres que fazem os troglôs do esporte felizes. O nome de cada gata e o esporte do sortudo está em cada arquivo.





domingo, 29 de maio de 2011

Vem ai Footilidades FC!

Meus prezados amigos que seguem e visitam este blogue: a partir de hoje teremos poucas postagens. Nossa periodicidade vai se esticar. O motivo é a criação de um novo blogue sobre o mesmo assunto, que será mais dinâmico na abordagem. O nome dele é FOOTILIDADES FC. Como futebol é coisa fútil, resolvemos unir futebol + futilidade.

O Futebosta não será extinto. Mas textos mais polêmicos ou um pouco rancorosos permanecerão por aqui. Footilidades será mais diplomático, tentando convencer os torcedores a serem mais moderados na sua curtição, colocando o futebol no seu devido lugar, sem aumentar a sua importância e colocá-lo num contexto que não combina como o esporte, como o "patriotismo.

Continuem visitando o Futebosta, mas saibam que o Footilidades será mais movimentado, mas mantendo a incansável luta para tirar a corrupção, o fanatismo e a alienação do esporte mais popular do país.

O endereço do Footilidades FC é este aqui:
http://footilidades-fc.blogspot.com/

Visitem, sigam, prestigiem e divulguem.

domingo, 15 de maio de 2011

Dentinho: "sou um gato, poderia ser modelo ou ator"

Dentinho diz que se acha lindo e que poderia ser galã. Então tá.

Tudo bem que, como ser humano, o cara merece ser feliz. Mas não dava para ser feliz assumindo suas limitações? Nem todos foram feitos para ser galã, mas dá para ter o seu lugar ao sol exercendo outra função digna.

Eu que tenho um rosto bonito, não fico por aí posando de galã! E nem quero.

Está na cara que se ele atrai a mulherada, é pela grana que ele tem. Ele que experimente virar mendigo para ver se ele continua "lindo".

Pelo menos ele poderia utilizar o dinheiro dele para comprar um espelho, para se olhar melhor. Ou se já tem, aproveitar para ir a um bom oftalmologista, pois ele não está se enxergando direito.

Jogador de futebol tem cada uma...

sexta-feira, 13 de maio de 2011

Jovem fala sobre futebol

O cara faz um comentário bem interessante sobre o futebol. Cada dia aparece alguém criticando o futebol. E muita gente pensa que futebol é unanimidade, hein? Engole essa, Rede Globo!

quarta-feira, 11 de maio de 2011

Fã de Neymar tatua nome de jogador no braço e admira a sua "beleza"

É por causa de gente desse tipo que o país nunca vai para a frente. Uma claramente infantilizada fã do chatérrimo jogador Neymar, tatuou o nome do jogador no Braço. E o pior não é isso.

A retardada ainda disse que "admira a 'beleza"" do jogador. Beleza? Tem certeza que ela fala deste aqui? É ele o "galã? Será que ela não se enganou? Não é outro jogador, não? Xiii... Será que ela não está precisando urgentemente de um oculista?

De qualquer forma, essa garota é uma coitada que merece piedade e cuja alienação vai ajudar muito a ela ficar estagnada na evolução intelectual.

De gente como ela o Brasil está cheio. Chega de burrice.

------------------------
NOTA: Este fato apareceu no blog "Donas do campinho", criado pela Globo.com (sempre ela a estimular o fanatismo - e a suposta unanimidade - futebolística), que na verdade serve para um bando de encalhadas usarem o futebol para arrumar homem. Coisa que não ajuda em nada no desenvolvimento do caráter humano de alguém. Muitas vezes até atrapalha.

quinta-feira, 5 de maio de 2011

Um torcedor morre e 102 são presos em briga de torcida no Rio

OBS: por mais que neguem, o hooliganismo deverá aumentar, e muito no Brasil. Com o fanatismo futebolístico que transforma o hábito de gostar de futebol em dever cívico-social a ponto de hegemonizar a sua presença na mídia e nas conversas entre amigos e do suposto "orgulho de ser torcedor" imposto aos brasileiros do sexo masculino, só deve dar na fabricação de tipinhos como esses daí, dispostos a arrumar confusão só para defender o timinho favorito.

2014 está chegando. Se preparem que coisa pior poderá vir. Ou democratiza o gosto das pessoas, deixando de impor o futebol como obrigação social ou vamos ver cada vez mais cenas de fanáticos aprontando, estragando com as vidas de muitas pessoas.

Um torcedor morre e 102 são presos em briga de torcida no Rio

Folha de S. Paulo - autor não informado

Um torcedor morreu, 18 ficaram feridos e 102 foram detidos em duas brigas envolvendo torcedores de Vasco e Flamengo no início da tarde deste domingo no Rio. As brigas aconteceram poucas horas antes do jogo entre os dois times, que decide a Taça Rio do campeonato carioca.

Em Campo Grande, na zona oeste, um jovem de aproximadamente 18 anos morreu atingido por um tiro no abdome. Outro torcedor foi atingido na perna, mas já teve alta do hospital Rocha Faria, para onde foi levado.

De acordo com o 40º Batalhão da Polícia Militar, responsável pela área, os policiais foram acionados por moradores para conter uma briga de torcedores na localidade de Santa Margarida. Ao chegar, os policiais só encontraram os dois baleados. Ninguém foi preso.

Um pouco mais tarde, por volta das 14h, outra briga entre torcedores deixou 17 feridos no bairro Barreto, em Niterói. Pelo menos quatro deles foram atingidos por tiros. Cento e dois torcedores foram levados para a 78ª DP e estão prestando depoimento nesta tarde.

De acordo com policiais do 12º Batalhão da Polícia Militar, há duas versões em investigação a respeito do início da briga. Uma versão apresentada pelos detidos afirma que um carro passou atirando contra torcedores do Vasco que se concentravam perto da quadra da escola de samba Viradouro, para ir ao Engenhão, estádio localizado no Engenho Novo, zona norte.

Mas os policiais investigam a possibilidade de o confronto ter ocorrido após uma briga que teria sido marcada em uma rede social na internet.

domingo, 1 de maio de 2011

Realidade da copa de 2014



Clique na figura para ver em melhor resolução.

E chega de ilusão: copa de 2014 é com o alemão.

sexta-feira, 29 de abril de 2011

O casamento do Príncipe, as copas e a felicidade através da ilusão

Hoje é o casamento do Príncipe William com a sabe-se-lá-quem Kate Middleton. Para a maioria das pessoas, a concretização de um conto de fadas. para realistas como eu, um matrimônio qualquer. Interessante que esse casamento é no país que inventou o esporte e está atraindo gente tão fanática quanto. Há quem queira associar as duas coisas.

As pessoas, sobretudo quem vive no Brasil (A Terra do Faz-de-Conta), na incapacidade - ou preguiça? - de resolver os seus problemas cotidianos, prefere acreditar em ilusões, como "fugas" para se sentirem mais confortáveis. Eu prefiro resolver os problemas do que fugir deles, mas isso é complicado para a sociedade infantilizada em que vivemos.

Lembrem da copa de 2010. Todo mundo vestido de amarelinho, tendo como único assunto nas conversas a atuação de jogadores, como se a melhoria da atitude de cada um deles pudesse tirar a vida da população da miséria. O futebol em copas é outro exemplo de como a ilusão se torna prioritária para indivíduos frustrados e preguiçosos.

E quer conto de fadas melhor que o futebol em copas? Para a maior parte da população, a atuação da "seleção" em copas é o maior exemplo de amor ao país - mesmo que de fato não seja - do mesmo modo que o casamento do Príncipe se torna a maior prova de amor de um homem e uma mulher. A lógica prova que isso tudo nada tem a ver.

Associar futilidades a valores nobres é necessário para aqueles que vivem na ilusão porque quando questionados por sua adesão a algo tão fútil, possam justificar usando como argumento uma suposta necessidade, que de fato nunca existiu.

Pelo jeito os adultos querem soltar seu lado criança deste modo. Ao invés de adotarem uma sadia jovialidade - talvez sejam incapazes disso, graças a sisudez da vida adulta - optam por viver em ilusão, com crendices ilusórias e substituição do necessário que não conseguem obter pelas ilusões.

E essa ilusão dá a sensação de felicidade, de bem estar e de cumprimento dos deveres morais. Tanto o casamento do Príncipe como a atuação da "seleção" nas copas representam os -falsos - anseios de uma população de baixa auto-estima, com medo de lutar pela sua melhoria de vida, submissa à televisão, às autoridades e aos sonhos abstratos que acabam por criar uma irresponsável felicidade postiça que nada faz além de manter as coisas como estão.

E nossa sociedade conservadora, zeladora das - falidas - instituições, acaba mantendo todos os seus problemas em sua cotidiana plenitude, sem prevenir tragédias e tomando para si a felicidade - concreta - que deveria ser do outro.

Para quem é realista como eu, é duro viver numa sociedade iludida, hipnotizada por promessas que nunca podem ser cumpridas, esperando que o amor venha em uma carruagem real e a qualidade de vida venha em uma taça de ouro, na mão de algum analfabeto cheio de dinheiro.

Pobre nação brasileira, mergulhada eternamente neste berço esplêndido... Com sono, desamor e muita fome.

segunda-feira, 25 de abril de 2011

David Beckham diz que foi vítima de Bullying



O jogador-galã David Bechkam sempre afirmou em entrevistas que foi vítima de bullying. Até participa de campanhas contra o nefasto hábito de humilhar os outros.

Sabe qual o motivo alegado? Gostar demais de futebol. Ah, fala sério...

Aqui na Terra Brasilis eu sofro bullying justamente pelo motivo oposto: não gostar de futebol. Para a sociedade brasileira, gostar demais de futebol é motivo de orgulho e até facilita a sociabilização.

Mas Beckham foi e ainda é vítima de bullying. Mas por outro motivo.

Todos nós sabemos o motivo. É só ele parar de se empetecar que o bullying acaba.

quarta-feira, 20 de abril de 2011

Copa 2014 poderá ocorrer na Alemanha

OBS: Os alienados patriotas de Copa e os fanáticos em futebol devem estar desesperados: seu desejo infantiloide da copa acontecer aqui sabe-se lá com que finalidade (há o argumento mais-que subjetivo de que é para o "orgulho do povo brasileiro", um argumento pra lá de bocó), pode não mais acontecer.

Bem, amigos (como diz a decana "cheerleader" brasileira), se a copa de 2014 for transferida para a Alemanha (país sério que não considera futebol como "obrigação patriota"), teremos a realidade de volta, deixando sonhos absurdos de lado e curtirmos um monte de obras inacabadas que servirão de monumentos gigantescos à idiotice do brasileiro.

Tomara que a copa de 2014 não aconteça no Brasil. Seria ótimo ver a cara de babaca de nossas corruptas autoridades, esperando ganhar um troquinho extra com o evento para poderem fugir para a Disney em 2015.

Para quem achava que a copa iria melhorar a vida no país, um recado: VÃO TRABALHAR, VAGABUNDOS! Com trabalho duro e senso crítico é que se melhora a qualidade de vida, não com 11 analfabetos segurando uma mísera jarra dourada.

Diversão não muda a vida de ninguém. Só de seus produtores.

Copa de 2014 poderá acontecer na Alemanha

Por Martin Behrend - blog ICFUT

Esta informação recebi de dois empresários com relações nos Conselhos Deliberativos de Grêmio e Inter: a Fifa teria notificado a Alemanha para ficar de sobreaviso. Se as obras no Brasil seguirem no ritmo atual, a Copa de 2014 não ocorrerá aqui. A Fifa não titubeará em levar o torneio para a Alemanha. Estes empresários gaúchos estiveram na Europa e também verificaram que algumas redes hoteleiras estão com quartos bloqueados para maio a julho de 2014.

A diferença entre o atraso nas obras do Brasil e da África do Sul é simples: as distâncias gigantescas em nosso país. Enquanto, na África, o voo mais longo entre uma sede e outra era, no máximo, de duas horas e meia, no Brasil os voos entre as sedes podem durar 4, 5 ou 6 horas. Fazer uma Copa com estas condições é muito mais delicado.

A Fifa está muito preocupada com a logística que envolve esta Copa de 2014. Os desafios são cinco ou dez vezes maiores que na África do Sul.

A Alemanha, diga-se de passagem, está tão preparada que nos próximos meses abrigará a Copa do Mundo de 2011 – das mulheres. É possível imaginar a pressão que patrocinadores começam a fazer para que um eventual fracasso no Brasil seja substituído por exemplar competição na Alemanha.

Este quadro preocupa quando liderança nacional como o senador paranaense Álvaro Dias declara o seguinte, após relatórios confirmando o completo atraso nas obras dos aeroportos: “Vamos ligar para a Fifa, agradecer o convite e a lembrança, e devolver o direito de ser sede do Mundial…” Acorda, Brasil!

PS: Em 1986, a Copa era pra ser na Colômbia, mas a Fifa levou pro México.

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Ronaldinho visita a Academia Brasileira de Letras

Sinceramente, só em um país como o Brasil para que uma instituição como a ABL, de intelectuais se ajoelhe perante um analfabeto jogador de futebol. Se o fanatismo futebolístico atinge níveis estratosféricos a ponto disso, o que faremos de nosso país?

Por isso mesmo o futebol está em todas, unindo letrados e burros em uma mesma asneira mostrando que o intelectualismo é considerado cheto pela população, que educação não serve pra nada e que legal mesmo é ver a bola entrando em um gol e dar um grunhido logo em seguida, como animais irracionais reivindicando suas origens bestiais.

Mas tem muita gente que resolveu tirar sarro do episódio. Vale a pena postar aqui:

- Ronaldinho Gaúcho e a literatura? Só mesmo em campo, quando “tira de letra” (@thakiri)

- Se o Ronaldinho Gaúcho queria ser Imortal, deveria ter vindo pro GRÊMIO, e não pra Academia Brasileira de Letras! (@depaula_gabi)

- Ronaldinho Gaúcho disse que nem sabia que as letras tinham uma academia pra malhar (@Gi_vane)

- E eu achando que a ABL não desceria ainda mais depois da indicação de Paulo Coelho como imortal (@LaahDraven)

- Ronaldinho Gaucho ganhar medalha da ABL?! Só no Brasil mesmo (vários)

- Meta do dia: conseguir a honraria máxima da ABL (@AleMarcola)

- Tiririca Deputado, Ronaldinho Gaúcho agaraciado na ABL, Playboy de Transexual. What’s next? (@thomcaldas)

- Não tenho a menor ideia, mas vou reivindicar a minha cadeira #ABL (@CamileMagalhaes)

Posteriormente apareceram mais comentários:

EDUARDO FERNANDES ROCHA disse:
12/04/2011 às 15:44

O BRASIL E O QUE PORQUE ESSA PESSOAS QUE TEM PODER PERDERAO O SENSO DE DO RIDICULO. ONDE JA SE VIL UM CARA QUE NAO TEM UM LIVRO QUE LEU E NAO TIROU PRO VITO DELE. SO UM CARA COMO O GAUCHO. VAI AI UMA DICA PARA ACADEMIA DE LETRAS QUE TAL THALITA REBOUÇA ESSA SIM JA LEU VARIOS LIVROS E OLHA SO ESCREVEL MUITOS OPS UMA OBS SE FOR O CASO QUEM SABE O FLAMENGO A CONTRATA AI VAO RECONHECELA COMO UMA OTIMA ESCRITORA

Jeronimo disse:
12/04/2011 às 15:42

Lamentável esta da ABL. Acho que trocaram o chá pela pinga para fazer uma bobagem desse tamanho que só macula o nome de seus grandes fundadores. E nosso Querido Machado de Assis não merecia isso.

Adolfo Luiz Andrade disse:
12/04/2011 às 15:38

ha;ha;ha;ha;ha;ha;ha;ha;ha;ha;ha;ha;ha;ha;ha;ha;ha;ha;ha;ha;ha;ha;ha;ha;ha;ha;ha;ha;ha;ha;ha;ha;ha;ha;ha;ha;ha; cansei!!!!!!!

José Augusto Pedroso disse:
12/04/2011 às 15:29

Descobri !!!!!!!!!!!!!!. O Ronaldinho deve ter feito algum GOL DE LETRA, este o motivo da ABL, Academia Brasileira de Letras entregar a sua mais alta honraria.

raul disse:
12/04/2011 às 15:24

coitado é do Pelè, deve estar pensando,que rei sou eu não ganhei nem uma medalhinha da ABL (Academia burra de letras).

manoel disse:
12/04/2011 às 15:23

Tiririca, Ronaldinho Gaucho, o Brasil deveria esta envergonhado.

Rui disse:
12/04/2011 às 15:21

Depois do título de Dr. Honoris Causa, ao Lula, nada mais me espanta. Ou voces esquecerem que somos descendentes de Portugueses?

Ricardft disse:
12/04/2011 às 15:21

“Subí num pé di manga,
pa pega maracujá.
Como num era tempu di uva,
robaru minha bicicréta!”

Agora sim!!!! QUERO MINHA CADEIRA E MINHA MEDALHA JÁ!!!!

Ivanil Silva disse:
12/04/2011 às 15:18

Com certeza se perguntarem para o Ronaldinho o que é Prefácio, Sumário, Índice e Referência ele vai responder que é nome de atletas de algum time de futebol de salão do Brasil.

renato disse:
12/04/2011 às 15:14

eu gostaria de saber se tem mais algum GRAAAAAAAAAAANDE ESCRITOR TORCEDOR DA ABL PARA CONDECORAR PORQUE JA QUE A ABL TA LEVANDO PARA ESSE LADO, POR SINAL ACHA UM DA ABL QUE TORCEU PARA O IBIS E MANDAR CONDECORAR O GOLEIRO OK. ABL PARA MEUUUUUUUUUUUUUUUUUUU ATE AGORA EU TINHA MUITO RESPEITO POR VOCES MAS ESSA DO RONALDINHO PURA CULTURA VOCES VIRAM NAS PALAVRAS DE LEITOR CONDECORADO.

PAULO SÉRGIO disse:
12/04/2011 às 15:10

ISSO SÓ PODE SER PIADA DE MAU GOSTO. SÓ NO BRASIL MESMO.

Mônica Marques disse:
12/04/2011 às 15:09

Desprezível e vergonhosa e atitude da ABL. Como dizem minhas filhas adolescentes: “quiçá ele nunca leu um livro!”, como recebe uma honraria dessas? Só mesmo um país medíocre como o nosso para fazer uma coisa dessas!

Joc@ Urbano disse:
12/04/2011 às 15:07

É o fim da picada! Machado de Assis deve estar remoendo no túmulo. É a banalização da condecoração neste país. Até vocês acadêmicos? Definitivamente, como disse De Gaulle certa vez, “este não é um país sério”. Dar uma medalha “Machado de Assis” para uma pessoa que nunca deve ter lido um livro sequer, com tantos bons escritores por aí! É brincadeira!

bernardo disse:
12/04/2011 às 14:57

Ronaldo Gaucho não deve ter nem segundo grau completo. PAREI.
É só no Brasil mesmo.

Maria Bethânia disse:
12/04/2011 às 14:56

Só tenho um comentário sobre a notícia acima.

O meu blog também merece medalha..

clayde disse:
12/04/2011 às 14:55

Mas o que mais a gente pode esperar!!”!
Assassinos fora da cadeia
Tiririca deputado
Politicos corruptos ganhando aposentadoria e outras coisas mais
Aqui é BRASIL, aonde vale tudo.
Adoro o Ronaldinho, mas isto foi demis
Agora quem pisou na BOLA foi a ABL.

A. Celso disse:
12/04/2011 às 14:53

BRASIL, o país do “faz-de-conta”…. Lamentável!!! Ridículo, grotesco, estapafúrdio!!!….

Ronald disse:
12/04/2011 às 14:50

É brincadeira né? Só foi feito fora de época, deveria ser no 1º de abril. Reportagem fail? só pode ser!

Eduardo valentim disse:
12/04/2011 às 14:42

Eu diria ao nosso amigo Marcos José Silva dos Santos que depois desta da ABL nós não somos um pais de terceiro mundo e sim um pais MEDIEVAL.

João Filho disse:
12/04/2011 às 14:40

Esse é o país que vai pra frente. Enquando dezenas de escritores, poetas consagrados, pesquisadores que passam noite a fora tentando um achado científico, jamais foram prestigiados. Um jogador em fim de carreira (só rebola na lateral do campo), mal sabe falar, nunca leu um livro, não sabia nem mesmo onde ficava a ABL. Se o Brasil fosse um país sério!!!!!!!

Arlindo disse:
12/04/2011 às 14:37

Só pode ser uma PIADA DE MUITO MAU GOSTO MESMO…! Mas, depois que esta mesma chamada “Academia”…(?) votou em José Sarney…em detrimento do Poeta Mário Quintana…o que se esperar destes “sábios” imortais ?

luiz disse:
12/04/2011 às 14:30

Livro recomendado para o Ronaldinho e Adriano: Perdidos na noite.

ANTUIR disse:
12/04/2011 às 14:29

É MESMO UMA PIADA. O CARA MAL SABE LER. CONFORME SUAS DECLARAÇÕES, NUNCA DEVE TER LIDO UM LIVRO. E RECEBENDO A MAIS ALTA CONDECORAÇÃO DA ABL? E PASMEM, FOI UMA INICIATIVA DA PRÓPRIA ABL. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

Kleber Ribeiro disse:
12/04/2011 às 14:26

É incrível como jogadas de marketing fazem com a homenagem da ABL. Ronaldinho Gaúcho é um jogador extremamente CULTO, com um português REFINADO e merece juntamente com o Adriano e o Ronaldo a maior honra com a medalha Machado de Assis. Tenho certeza que este imortal deve estar revirando no túmulo com tamanha homenagem.

Neves disse:
12/04/2011 às 14:25

Cara é o seguinte:
O Ronaldinho teve que comprar a carteira de motorista no Rio Grande do Sul, porque não teve competência de passar na prova escrita. Fala sério né só no Brasil um semi-analfabeto consegue esta medalha, assim como só em Portugal para dar um título de Honoris causa para um ex-presidente que não tem nem o primeiro grau.

Juca disse:
12/04/2011 às 14:20

Nessa aeeee nem o Sarney foi …

Jose Pinheiro disse:
12/04/2011 às 14:14

Machado de Assis está se contorcendo no Túmulo, brincadeira da ABL, que queira fazer média, aparecer na mídia, democratizar a ACADEMIA, tudo bem, oferece um chazinho, chama os jornalistas, agora dar uma medalha a um analfabeto que nunca leu um livro é brincadeira, esses Acadêmicos querem aparecer, quem realmente merece é quem faz pela nossa literatura, pelo aumento na leitura de livros, etc….
Esse Presidente da ABL quer é aparecer, manda ele para o BBB…..

Uirá Alexandre disse:
12/04/2011 às 14:13

Tá ai uma medalha que nem o rei Pelé conseguiu.

Marcos Souza disse:
12/04/2011 às 14:13

Não é atoa que nossos imortais estão todos vivos nos campos e clubes de futebol. o que esperar daqui pra frente da ABL.

Jailson disse:
12/04/2011 às 14:07

Mário Quintana tinha razão “pra que academia” ele perdeu pro Sarguei em suas maracutaia politica e agora R.O condecorado, me perdoem os escritores e por isso que ninguém mais quer ler, se até quem assina bola vira homenageado.ã
Estão fazendo de tudo pra ta na midia daqui uns dia a monica vai homenagia-lô também.

No campo uma piada hahahahaha……….. eu dou rizada para a academia que se ridiculariza com isso e torna uma instituição seria em piada.

Alfredo Mendes disse:
12/04/2011 às 14:04

Isto é coisa do ” papagaio de pirata” Patricia Amorim, que faz de tudo para aparecer nas manchetes de jornais, agora superou todas as anteriores.

Dino Alves disse:
12/04/2011 às 14:03

É o maior exemplo da decadência da ABL.Após Sarney ter virado imortal, só faltava Ronaldinho Gaúcho receber a maior honraria da casa.Nada contra o jogador flamenguinsta, mas é um absurdo que o Brasil que possui tantos bons escritores que merecem um prêmio desse, dê a um jogador de futebol que com certeza poucas vezes leu um livro.Não que eu acho que seja uma vergonha uma pessoa não ler um livro.É uma opção.Agora um prêmio da ABL, deveria ser dado a escritores; como um prêmio de melhor jogador de futebol tem que ser dado a um jogador.Mas hoje a ABL, só serve mesmo para isso.Ficar puxando o saco de ricos, políticos e jogadores de futebol.Pobre Machado de Assis, onde estiver, deve estar com vergonha de um dia ter feito parte dessa medíocre academia.

Adalberto disse:
12/04/2011 às 13:52

A que ponto chegou a ABL, homenagem ao Ronaldinho Gaucho! não se faz imortais como antigamente. A continuar assim o próximo a receber tamanha honraria será o Ex-goleiro do Flamengo BRUNO.

Luis Stuani disse:
12/04/2011 às 13:51

Ronaldinho na ABL : sem comentários, porque se comentar este assunto…………….

Helio de Oliveira disse:
12/04/2011 às 13:48

Conforme solicitado pelo ex-jogador em atividade segue uma lista de livros para que se inicie na leitura:

- Cartilha Caminho Suave
- O Beaba do bebe
- Pintura a dedo
- Abecedario completo comentado.
- Programa de mandato do Tiririca

E para os Srs da ABL recomendo o livro ETICA


Cesar disse:
12/04/2011 às 13:43

essa academia é tao boa q nao viu nem o erro na camisa do FRAMENGO UIADSHUIHDASIIUDHIASDHUHDSHADSIHDSUHDUIUDS

Francisco Osório Porto disse:
12/04/2011 às 13:43

Onde chegam os interesses das pessoas. Ronaldinho goza do povo, ri de todos, tripudia na imprensa, nem deve saber que no Brasil se fala o português e não o brasileiro e ganha a maior honraria da ABL. E depois queremos melhorar a educação e a cultura neste paisinho de merda.

silvia.r.couto disse:
12/04/2011 às 13:42

E aquela mesma academia que tem o Sarney como “membro”? Nao tem impeachment lá? Agora só falta homenagear o Tiririca.

AbeCroW disse:
12/04/2011 às 13:38

O Cimbalo da Aquademia Brazileira de Letraz…deveria ser de um Jumento..
O Machado de Assis deve estar igual a um ventilador na sepultura..
#
Sergio Barsotti Coronado disse:
12/04/2011 às 13:35

Deve ter sido porque ele assinou uma bola.

sábado, 16 de abril de 2011

Ronaldinho visita as vitimas da chacina de Realengo

Era melhor não ter visitado. Serviu para associar o futebol a bons valores e a perpetuar o fanatismo que transforma o futebol em um monopólio, sem respeito algum com quem não se interessa pelo esporte.

Nem venham me cobrar respeito por quem gosta do esporte. Respeito é o que os torcedores recebem em fartura, de toda a sociedade, da mídia e de autoridades. Torcedores de futebol não precisam do meu respeito. Quem não curte futebol é que precisa do respeito da sociedade. Respeito que nunca recebemos, nesta pátria de monotonia esportiva.

Qual seria a verdadeira intenção do craque: aparecer de "bonzinho" para a mídia? Não sei. Só sei que era melhor ele não ter ido. Porque outra celebridade não foi visitar? Tinha que ser um jogador de futebol?

Infelizmente o fanatismo ainda vai durar, cegando os olhos das pessoas, desviando da realidade e criando um anti-democrático culto a um esporte que é tratado como se fosse muito mais que uma religião. A razão de ser de qualquer brasileiro sem auto-estima.

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Blogueiro aproveita assunto para criticar futebol e cerveja

OBS: Blogueiro se indigna com razão com a alienação da sociedade brasileira, que não estava nem aí para a dor da atriz Cissa Guimarães (que considero uma das mais belas e a mais simpática no Brasil). Era época de copa e a população estava mais interessada em por em prática seu "patriotismo" utópico de torcer pelos analfabetos amarelados.

Não sei quando é que o fanatismo por futebol irá sumir. Mas com certeza a mídia tem grande responsabilidade em acabar ou manter essa joça.

Daqui pra frente, nada vai ser diferente

Postado por Antonio Marcos - Blog Testamenta - Julho de 2010

Amigos e leitores perguntaram se não vou falar nada sobre o caso do atropelamento do filho da Cissa Guimarães, o Rafael Mascarenhas. Não queria falar sobre isso, não sei se há mais o que falar sobre isso, o que argumentar, filosofar, criticar, apontar, discutir... É simples: o carioca e, de forma geral, o brasileiro, é mal educado, não respeita as leis, é irresponsável e conta com a impunidade de uma instituição falida, corrupta e totalmente ineficiente. É apenas isso. Não tem sociologia, antropologia ou outra "logia" inútil qualquer - porque eu já estou cheio das ciências humanas que só fazem, e fazem mal, explicar a merda de espécie que nós somos mas não se esforçam para fazer do mundo um lugar melhor e, se fazem, têm que se esforçar bem mais.

Como eu sempre digo, há exceções (meu Deus, chegamos num ponto onde o caráter, a civilidade, a moral e a ética são exceções...), mas se impõe um quadro cultural onde as exceções são impedidas de atuarem! Há bons policiais, eu até acredito, mas eles não tem mais poder volitivo ou legal dentro do sistema que se instaurou do que os cidadãos de bem. O que pode fazer, vamos supor, um cidadão de bem que é parado numa blitz e é extorquido estando com tudo em ordem? Sejamos honestos e realistas: nada! Respondam com sinceridade no silêncio seguro de seus corações: vocês acreditam na polícia? Ou ficam ansiosos e temerosos diante de uma blitz? A crise é moral e geral.

Vivemos num salve-se quem puder total. Isso é fato! Se você se ufana e se aliena com seu futebolzinho e sua cervejinha do final de semana ou do final do expediente, azar o seu! Afogue-se no ópio que você escolheu e continue se desapontando e achando um absurdo quando essas coisas acontecem e continue a ser um fardo para o país. Eu não me desaponto mais nem acho um absurdo, e não é porque eu pratique os mesmos absurdos ou não dê valor à vida - embora diariamente a mídia me force a agir e a pensar assim, já perceberam? - mas sim porque essa é a prática vigente. Já disse uma vez e vou dizer de novo: na mentalidade da bandalha em que vive o povinho desse nosso paisinho, onde ninguém quer deveres mas todos querem direitos, onde faz-se o que se quer porque nada vai acontecer mesmo, outros jovens vão morrer, outros crimes vão acontecer, outros saques aos cofres públicos vão ocorrer, outros desvios de donativos para desabrigados vão fazer-se conhecer, outros motoristas bêbados vão matar inocentes, outros policiais vão coagir cidadãos, outros jogadores de futebol endeusados por gente que vale menos ainda vão se associar ao tráfico, atropelar inocentes, como tem acontecido e como vai continuar a acontecer porque nós somos humanos e essa é a nossa essência, goste você ou não, esconda-se você atrás da Copa ou das Olimpíadas, nós somos assim! Somos, na verdade, piores do que seres humanos, somos brasileiros!

Duvida? Tem orgulho do seu país? Chora quando ouve o hino nacional? Então eu deixo uma sugestão: a partir de hoje faça um clipping de assuntos semelhantes como esse do Rafael e, até o final do ano, quero ver se você vai chorar de novo ouvindo o hino nacional. Se você tiver alguma vergonha na cara, um pingo de decência e senso de cidadania, só se for de raiva, ou de vergonha. E é por isso que eu não queria mais falar sobre esse tipo de coisa, porque a verdade dói, incomoda e envergonha, principalmente, os que chamei, e mesmo assim, mal e porcamente, de exceções! E digo mais, já que comecei: todos nós sabemos que toda a atenção dada a esse caso só está sendo dada porque a vítima foi o filho de uma artista da rede Globo!

É ÓBVIO que isso não diminui a dor da Cissa, é uma dor que talvez as pessoas não tivessem nem o direito de comentar, porque é inimaginável. Mas quantas pessoas morrem todos os dias vítimas de barbáries como essa e outras piores e rigorosamente NADA acontece com os culpados, sequer uma investigação? Dói, não dói? Mas é assim, e todos nós sabemos que é assim, e de vez em quando é bom um dedo em riste no meio da cara, sim! À Cissa, e a todas as pessoas que perderam familiares com balas perdidas, assassinatos, sequestros ou até em filas de hospitais e de fome, minhas condolências, mesmo!

Mas, me desculpem todos vocês, isso vai acontecer de novo, com qualquer um de nós, a qualquer hora, porque não basta apenas estar vivo para morrer, basta estar vivo e viver no Brasil, terrinha sem lei, sem ordem nem progresso, nem caráter nem vergonha na cara, terrinha de sexo, cerveja e futebol. Que haja em toda a terra sexo, cerveja e futebol, e até carnaval, mas não só isso, minha gente, não só isso... Agora podem voltar para suas programações normais...

quarta-feira, 13 de abril de 2011

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Photoshop não faz milagres



Realmente não. Photoshop edita fotos, mas não faz mágica. E nem santo resolve isso. Argh!

domingo, 10 de abril de 2011

Jogador de futebol sofrendo bullying

Sabemos que jogador de futebol nunca sofre bullying. Não há como. Todos sabem e concordam que ninguém é mais amado pela população brasileira que um jogador de futebol.

Pode ser até que um jogador seja "vítima" de uma piadinha aqui e outra ali, mas bullying, em suas características típicas, nunca. Até porque se alguém tentar ridicularizar um jogador de futebol, sempre aparecerá um otário para defendê-lo. Já estou esperando alguma alfinetada por esta piada.

Mas há um modo deles terem sofrerem bullying.

Como a maioria é de analfabetos, devem achar que "sofrer bullying" é ter um bule caindo na cabeça deles.

Acho que a sociedade brasileira precisa urgentemente escolher integrantes de outra categoria mais séria para fazer o papel de "heróis da nação".

Como tem gente besta...

quarta-feira, 6 de abril de 2011

Escócia quer retratação de Neymar e CBF por acusação de racismo

OBS: Somos contra racismo, mas também somos contra histerias. Eu não entendi o que uma simples casca de banana jogada no gramado têm a ver com racismo. Para mim, não passa de falta de higiene de quem jogou. Lixo é para colocar na lixeira.

Ah! O sujismundo era alemão. Depois dizem que os brasileiros é que fazem sujeira.

Escócia quer retratação de Neymar e CBF por acusação de racismo

Por Marcos Felipe Rio de Janeiro - Globo Esporte - 31/03/2011 18h18

Federação do país manda carta à entidade exigindo pedido de desculpas. Segundo polícia inglesa, banana foi atirada por torcedor alemão no domingo

A Federação Escocesa de Futebol (SFA) escreveu uma carta à CBF requisitando um pedido de desculpas da entidade e de Neymar após a acusação de racismo durante o amistoso do último domingo, quando o Brasil venceu por 2 a 0 em Londres.

Em comunicado no site oficial, o presidente da SFA, Stewart Regan, afirmou que os torcedores escoceses se sentiram ofendidos com as reclamações dos brasileiros, pois a polícia inglesa informou que o responsável por jogar uma banana no gramado foi um jovem alemão que estava sentado na área reservada aos fãs brasileiros no Emirates Stadium.

- Brasil e Escócia já jogaram várias vezes, sempre em um ambiente colorido e amigável, e achamos que isso é necessário para apagar os eventos de domingo. Os torcedores escoceses ficaram realmente tristes e incomodados com estas acusações sem provas que colocam em dúvida sua reputação de bem-humorados e respeitosos. Para a questão ficar resolvida, e mostrar que os escoceses não estão envolvidos, nós achamos que a única maneira que podemos agir para defendê-los é pedir uma retratação do jogador e da CBF - disse Regan.

CBF não vai se retratar

Perguntado sobre o assunto, o diretor de comunicação da CBF, Rodrigo Paiva, disse não saber de nenhuma carta. E também afirmou que a entidade nada tem a ver com o problema.

- Se enviaram (a carta) eu não sei. Sei que a gente não deve se desculpar de nada. Você viu algo sobre o assunto no site da CBF? Não. Alguém da CBF falou sobre isso? Também não. Ou seja, não temos nada a ver com isso. Não temos que nos retratar de coisa alguma. E acho que nem o Neymar, pois ele não falou nada sobre a Escócia e, sim, sobre o racismo ser algo condenável no futebol - afirmou Paiva, por telefone, ao GLOBOESPORTE.COM.

Entenda o caso

Logo depois do segundo gol de Neymar no domingo, um torcedor jogou uma banana no gramado durante a comemoração do craque do Santos, que também fez o primeiro da Seleção de Mano Menezes. Após a partida, o atacante reclamou do incidente.

- Esse clima de racismo é totalmente triste. A gente sai do nosso país, vem jogar aqui e acontece isso. Prefiro nem tocar no assunto, para não virar uma bola de neve - disse ao SporTV.

Porém, segundo a polícia inglesa, o torcedor que atirou a banana no campo era alemão e não teria tido a intenção de fazer ofensa racista. Um dia depois do amistoso, Neymar disse a um canal de televisão da Inglaterra que não faria nenhuma reclamação formal sobre o incidente, pois considera que o caso "já é coisa do passado". O alemão responsável por jogar a banana também não será punido pela polícia da Inglaterra.

--------------------------------------------------------
NOTA DO FUTEBOSTA: O pica-pau de várzea que todos insistem em dizer em classificar como "herói da nação", já mandou dizer que a banana foi "mesmo" sinal de "racismo" e não pretende se retratar. Arrogante, quando se faz de vítima, abre mão até da razão e da lógica.

sexta-feira, 1 de abril de 2011

O futebol é a nossa pátria...



... Primeiro de Abril!!!!! Feliz Dia da Mentira!

terça-feira, 29 de março de 2011

Fanatismo no futebol: desde quando?

O secular fanatismo futebolístico que contamina a maioria da população em nosso país pode até fazer-nos presumir a data de seu fim: com a evolução intelectual da população, pois pessoas realmente inteligentes não colocam futilidades acima de coisas sérias. Mas e o começo?

Não dá ainda para saber exatamente sobre as origens do fanatismo futebolístico em nosso país. Como o fanatismo no futebol é tratado como algo normal, não representando "excesso" para quem defende, é um tipo de informação que não encontraremos em nenhuma historiografia do esporte.

As análises sobre as origens devem levar em conta o comportamento da população diante do futebol. Baseando-se nisso, acredita-se que o começo do fanatismo tenha sido já em 1950, com a exegeradíssima manchete que classificou a derrota da "seleção" brasileira em sua sede como "tragédia". Usar uma palavra dessas para uma mera derrotinha em um campeonato, mesmo que seja "em casa", é um exagero descomunal e infantil. Considero este o marco do fanatismo, até segunda ordem.

Claro que o fanatismo ganhou novos contornos com a vitória na copa do México em 1970, servindo até de propaganda ao Regime Militar, ainda mais na gestão do pior deles, Emílio Garrastazu Médici, que se apressou a incluir a vitória futebolística aos ingredientes do "milagre brasileiro", que iria se espatifar pouco depois após a crise mundial do petróleo.

As vitórias - roubadas, diga-se de passagem - de 1994 e 2002 ajudaram ainda mais a aumentar o fanatismo futebolístico, obrigando gente de todos os tipos, inclusive mulheres e crianças a aderirem maciçamente a um mero esporte, que não significa nada além de uma mera diversão e que o fanatismo transformou em "dever cívico-social", a ponto de obrigar todo mundo a escrever o seu time na carteira de identidade.

Estamos entrando em uma nova fase da humanidade e quem não se evoluir vai ter que ir embora - morrer?. E como vivemos em uma democracia, com a mudança de valores, cada vez mais vai se exigir maior liberdade no lazer, fazendo com que o futebol deixe de ser uma obrigação e passe a ser visto como uma mera diversãozinha que não dura mais que 2 horas.

As vitorias no futebol não trouxeram e não vão trazer nada de concreto para o país e saber disso é um sinal de maturidade e de liberação das amarras do fanatismo. Futebol é apenas um esporte, como tantos outros e não merece ser confundido com sentimentos nobres e nem substituir as alegrias que boa parte da população não consegue ter.

Vou continuar pesquisando sobre as origens do fanatismo. Qualquer novidade, será postada aqui neste blog.

domingo, 27 de março de 2011

Hoje temos amistoso

Esta é a oportunidade que os torcedores (que não é sinônimo de "brasileiros" - bom que isso seja claro) de assistir a um verdadeiro jogo com a "seleção" brasileira de futebol.

Como não está valendo nada, não haverá falcatrua. Nenhum dos 11 analfabetos milionários vai ganhar "superpoderes" e nem os adversários irão fraquejar de propósito (como foi a Inglaterra em 2002), graças ao dinheiro de patrocinadores e das Organizações Globo, a dona - sem aspas - da CBF. O jogo será limpo justamente pela falta de necessidade de vitória, já que não haverá pontuação nem premiação.

Pode até ser que os amarelos percam, já que a mitologia de "melhor seleção do mundo" se comprovou uma mentira em que todos insistem em acreditar. Medíocre sem mágicas ou mutretas é sempre medíocre. Sem esquecer que o futebol-arte morreu em 1986, dando lugar ao futebol-negócio e seus craques de proveta, comedores de mulher.

Porque quando começar a valer ponto, tudo será feito de anti-ético para fazer os amarelos ganharem e perpetuar a alienação futebolística que já é epidêmica há muitas décadas em nosso país.

segunda-feira, 21 de março de 2011

Chega de chatice: hoje é dia de festa



Hoje não teremos postagem de propósito. É meu aniversário e não estou com saco para assuntos chatos. Hoje só assuntos alegres. Amanhã voltaremos.

quinta-feira, 17 de março de 2011

Porque os homens que não curtem futebol só conseguem se envolver com mulheres que gostam?

No Brasil, todos sabem que para os homens existe a obrigação não somente social, mas honrosa de gostar de futebol. Eu prefiro fugir dessa "honra", já que o esporte é muito chato para mim.

Para as mulheres, apesar de não liberadas da obrigação, ela se resume apenas ao cumprimento de regras sociais. Mulher, para se auto-afirmar como tal não precisa gostar de futebol.

Mas com o fanatismo crescente - que deveria ter desaparecido há muito tempo, com o (suposto) conflito de gerações - entre os homens, as mulheres, com medo da solidão, resolveram gostar também. Até porque toda mulher é chegada num modismo, dificilmente recusando a "navegar contra a correnteza". Elas sempre imitam o que a multidão faz.

Há muitos casais em que ambos os cônjuges gostam de futebol. O mais comum é haver casais onde apenas o homem gosta, enquanto a mulher despreza o dito esporte. E quanto aos casos onde o homem não gosta, como eles ficam?

Se as mulheres que não gostam tendem a se casar com homens que gostam de futebol, será que sobra alguma que não goste para os caras que não gostam? Sobrar até sobra, mas é muito raro. Estranhamente os caras que não curtem o esporte só conseguem atrair mulheres que gostam. E no Brasil, isso não é bom.

Você conviveria com alguém que curte o maior objeto de fanatismo de nosso país, 24 horas por dia, todos os dias? Difícil, né? Ainda mais se lembrarmos o fato de que uma mulher não gosta de ir as suas curtições sem o maridão.

Gostar de futebol, para os homens, abre muitas portas para a vida social. Para quem gosta, é muito mais fácil arrumar amigos e consequentemente, namoradas. para quem não tem uma vida social intensa, resta ficar com "o que sobrou", perdendo o direito de escolha.

Sinceramente se só sobra futebosteiras para namorar, é sinal de que realmente, a luta é dura, dura mesmo. Não tenho nada a dizer a respeito disso.

Porque as futebosteiras nunca se casam com jogadores de futebol. Porquê?

quarta-feira, 16 de março de 2011

Comentário postado na comunidade "Eu Odeio Futebol"

Eu postei no domingo, dia 13, mas só agora coloco aqui. Leiam:

Os brasileiros vivem dizendo que vivemos numa democracia, mas quando o assunto é futebol, logo se esquecem disto. No Brasil, você é OBRIGADO a gostas de futebol. É uma lei de convívio social. Tanto é que quem não gosta, passa a "gostar" em época de copa. Senão fica só.

Na verdade, quem gosta REALMENTE de futebol são apenas 40% da população. A maior parte é induzida a gostar. Quem não gosta, é visto como se fosse uma ameaça, como se fosse acabar com o futebol, matar torcedores e o escambau. Em suma, quem não gosta é visto como mau-caráter.

E quem não gosta é abandonado pela mídia e autoridades que nunca se esforçam em oferecer alternativas de lazer. É aquele esquema: "aprenda a gostar de futebol ou se mate".

Quem não curte futebol apenas não curte. É bom que o futebol exista. Como esporte, como meio de divertimento, apenas. O que é péssimo é o fato - infelizmente real - de que ele é utilizado como principal instrumento de manipulação popular. Futebol realmente hipnotiza, quem gosta, abandona tudo para se dedicar ao esporte.

Dissociar o futebol do patriotismo e da obrigação social é indispensável para que o fanatismo do futebol acabe e que esse esporte possa ser curtido pelo que ele é de fato: um mero esporte.

A verdadeira obrigação social deveria ser respeitar as diferenças de aparência, gostos, ideias e costumes. Mas sobre isso, ninguém pensou.

segunda-feira, 14 de março de 2011

O caso Adriano e o desprezo pela moral

Como todos devem saber - o assunto "futebol" está na atmosfera midiática, difícil escapar -, o jogador-encrenca, que atende pelo nome de Adriano, o Imperador, voltou ao Brasil, após uma fracassada temporada no Roma. Isso está levando a muitas especulações de contratos com clubes brasileiros. Os torcedores ficaram animados. Animados?

Como é que alguém pode estar animado em ver um mau elemento, de moral duvidosa, irresponsável, gaiateiro e infantil, além de semi-alcoólatra, viciado em festas e com amizades de caráter duvidoso? Um péssimo exemplo de ser humano que é idolatrado só porque consegue enfiar uma bola de futebol por dentro de uma trave?

Essa idolatria ao Adriano é apenas um exemplo de nossa falida sociedade, sem valores éticos, morais, intelectuais, estéticos e sentimentais, interesseira e de apetite descontrolado por bebedeiras em festas ou tudo que puder fugir ao controle. Uma sociedade assim, só poderia desprezar o caráter em prol da satisfação de seus medíocres e mesquinhos interesses.

Por isso que pessoas de valor muitas vezes são desprezadas, sem emprego, sem amigos, namoradas e até benefícios, enquanto verdadeiros irresponsáveis, ou pessoas más, ou pessoas de vida desregrada, recebem todos os louros, são admirados por multidões e recebem muitos privilégios.

Pelo jeito, para a sociedade metida a "moderninha", quem vive numa vida responsável, inteligente, valorizando a beleza, o altruísmo, é considerado um careta, um imbecil. Como se a responsabilidade, a inteligência e a ética fossem consideradas como "loucura" pela sociedade. Para a sociedade atual, "normal" é quem vive sem o controle de si mesmo.

E é essa a nossa sociedade que dá valor a um traste como Adriano, um cara que merece com justiça, a solidão absoluta e a miséria financeira, por não estar preparado para o convívio social, devendo inclusive ser interditado, entre a tutela de outro adulo mais responsável.

Mas infelizmente, sociedade desgovernada, gosta de gente desgovernada. Fazer o quê?

sábado, 12 de março de 2011

Adriano, má conduta premiada

OBS: A versão em carne-e-osso do Kekeylson não toma jeito. E a mídia continuando a endeusar gente inútil como os jogadores de futebol. Sem mais comentários sobre isso.

Adriano, má conduta premiada

do INTERROGAÇÕES - terça-feira, 8 de março de 2011

O jogador Adriano rescindiu seu contrato com o Roma da Itália, fez um acordo e ainda vai receber uma polpuda quantia por não jogar, não treinar, não cumprir horários e faltar com o respeito com os torcedores do clube.

Em abril de 2009 o mesmíssimo cidadão rescindiu seu contrato com a Internazionale de Milão alegando que não queria mais jogar futebol e dias depois assina contrato com o time lá da Gávea( pobre Gávea, um bairro tão bonito!); agora a mesma situação se desenha e já li que além dos gaveanos, Corinthians e Palmeiras estariam interessados no jogador(?).

Não sei, mas creio estarmos vendo um belo exemplo de má conduta ser premiada com contratos milionários para um péssimo profissional. E o caráter de quem o contrata não deve ser muito diferente. De nosso mídia, que endeusa gente deste nível, não há muito que esperar mesmo.

Quem coloca programas como o BBBaBBBacas no ar, não respeita nada nem ninguém. Só o deus Lucro!

segunda-feira, 7 de março de 2011

Copa deixa você mais pobre. E mais feliz

OBS: Creio que a alegria gerada pela escolha de uma nação como sede da copa, alegra tanto quanto uma tragada de maconha: é uma viagem. Sair da realidade é uma coisa que os brasileiros mais fazem quando não estão trabalhando e a ilusão, para eles é uma proteção "sólida" contra os problemas do cotidiano.

Mas quando a copa acabar, a Realidade vai bater na porta da casa de cada brasileiro e perguntar: "e aí, sentiu falta de mim?".

Copa deixa você mais pobre. E mais feliz

Por Simon Kuper* - Extraído da Revista Superinteressante

No dia em que a África do Sul ganhou o direito de sediar a Copa do Mundo, em 2004, o bairro negro do Soweto, em Johanesburgo, gritou: "A grana está vindo!" Eles estavam expressando algo que os brasileiros devem ter ouvido: que sediar uma copa traz dinheiro. Em qualquer lugar que se candidate a uma Copa do Mundo, políticos tecem loas à "bonança econômica". Falam das hordas de turistas prontos para gastar os tubos, da propaganda gratuita para as cidades-sede, dos benefícios de longo prazo que as estradas e os estádios a ser construídos vão trazer. Não surpreende que o Brasil tenha querido tanto a copa.

Mas esse argumento econômico é uma enganação. Os brasileiros vão descobrir logo. E os sul-africanos já o fizeram: a conta pela construção de estádios, em US$ 1,7 bilhão, já é 6 vezes maior que as estimativas iniciais; a quantidade de turistas esperados é bem menor que a prometida e a Fifa não vai deixar os sul-africanos pobres vender suas salsichas do lado de fora dos estádios. Que fique claro: uma copa não deixa o país mais rico.

Tipicamente, um país prestes a receber um mundial paga para que economistas-fantoches publiquem estudos dizendo que a copa vai impulsionar a economia. Já a maioria dos economistas de verdade - pagos por universidades para escrever sobre o que realmente acreditam - pensa o inverso. E faz as perguntas que os promotores de novos estádios não gostam: de onde veem os trabalhadores temporários que vão participar dessas construções? Eles não tinham emprego antes? Isso não vai deixar outras áreas com menos trabalhadores experientes? E tem mais.

Gastar com uma copa significa menos hospitais e escolas. Pior: estádios novos quase nunca produzem os benefícios prometidos. A maior parte acaba usada poucas vezes por ano. É preciso que fique claro o que significam os gastos públicos com a construção e a reforma de estádios. Trata-se de uma transferência. Benefícios que iriam para o contribuinte vão para os clubes (que ganham arenas e reformas de graça) e os torcedores (que aproveitam as casas novas ou renovadas de seus times). Depois que o contribuinte pagou por estádios melhores, provavelmente mais pessoas vão querer ver jogos neles. O Brasil pós-2014 deve testemunhar o mesmo que aconteceu na Inglaterra após a melhoria dos estádios no começo dos anos 90: a chegada de mais torcedores de classe média, de mulheres, e públicos maiores nos jogos. É verdade que a Inglaterra é mais rica que o Brasil e pôde bancar isso. Mas o Brasil hoje é mais rico que os estádios dilapidados que tem.

O preço da felicidade

Se o público do futebol crescer após 2014, porém, isso não vai significar um impulso na economia. Só uma transferência da riqueza brasileira como um todo para o futebol brasileiro. Mas o país ganha um belo extra: felicidade. O economista britânico Stefan Szymanski e seu colega Georgios Kavetsos pesquisaram dados de felicidade da população na Europa Ocidental entre 1974 e 2004, com questionários que buscam tabular isso em números, e descobriram que, depois que um país recebe um torneio como o mundial ou a Eurocopa, seus habitantes se declaram mais felizes.

O salto de felicidade é grande. O europeu médio reporta um grau de felicidade duas vezes maior por seu país ter sediado uma grande competição do que por ter feito curso superior. Para ter o mesmo impulso no grau de felicidade, só se a pessoa recebesse um grande aumento de salário. E esse ganho persiste: 4 anos depois de uma copa, cada grupo de indivíduos pesquisados estava mais feliz do que antes do torneio.

A razão disso, ao que parece, é que sediar um mundial faz com que os habitantes sintam-se mais conectados uns aos outros. Uma copa faz isso mais do que qualquer outro projeto que possa existir nas sociedades modernas. Além disso, a nação anfitriã provavelmente ganha em autoestima pelo fato de ter organizado o torneio.

Dá para argumentar que o Brasil tem coisas mais urgentes. Da mesma forma que os sul-africanos, os brasileiros podem perguntar quantas casas ganhariam saneamento básico com o dinheiro público que irá para a construção de estádios. E serão R$ 5 bilhões, quase 3 vezes mais do que o previsto em 2007, quando o Brasil ganhou a disputa para virar sede.

O mais importante, porém, é entender qual é o propósito de uma copa. Se é para a felicidade geral da nação, faz sentido, sim, organizar a maior festa do mundo (e ninguém é melhor nesse quesito do que vocês, brasileiros). Só não esperem ganhar dinheiro com essa festa.

* Colunista do Financial Times e autor do livro Soccernomics (editora Tinta Negra, 2010), que será lançado em junho.

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Caio Ribeiro vira comentarista nº 1 e Falcão deve deixar Globo

OBS: Falcão, cara simpático, coerente e representante do falecido futebol-arte (substituído pelo futebol-negócio, também chamado de futebol-espetáculo) vai ser trocado por esse pirralho insosso (só que menos chato que o arroz-de-festa Thiago Leifert) a pedido do ancião Galvão, esse sim, já deveria ter ido há muito tempo.

Pena que ainda não pensaram em ejetar o histérico narrador de futebol, vitima de uma campanha que teve seu efeito invertido, já que Galvão é queridíssimo na empresa onde trabalha.

Mas quem substituirá a "rainha" da histeria futebolística?

Galvão, porque non te callas?

Caio Ribeiro vira comentarista nº 1 e Falcão deve deixar Globo

FOLHA DE SÃO PAULO - 09/02/2011 - 07h36 - Keila Jimenez

A Globo está realinhando narradores e comentaristas esportivos.

O ex-jogador Paulo Roberto Falcão deve deixar o canal em breve, já que seu contrato de comentarista de futebol com a Globo vence neste ano e não deve ser renovado.

Fontes do mercado dizem que Falcão pretende voltar a ser técnico de futebol e, por isso, vai deixar a TV.

Outra mudança envolve a dupla Galvão Bueno (narrador) e Casagrande (comentarista).

O narrador expressa há tempos a vontade de trabalhar mais com o comentarista Caio Ribeiro.

Com a troca, Caio deve virar o comentarista número um da emissora, atuando nas transmissões das grandes decisões e nos jogos da seleção brasileira.

Procurada, a Globo, via assessoria, não ligou de volta.

A informação é da coluna Outro Canal, assinada por Keila Jimenez e publicada na Folha desta quarta-feira (9). A íntegra da coluna está disponível para assinantes do jornal e do UOL.

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Alexandre Figueiredo: copa de 2014 fez governo cortar verbas para concursos públicos

OBS: Eu já estava fulo da vida com a realização desta copa inútil que nada trará de bom para o país além de um enorme Cavalo de Tróia, que são essas obras todas, que parecem maravilhosas de início mas poderão mostrar-se perversas ao desligar dos holofotes, em 2015.

O povo todo está iludido com o evento maior de seu ópio maior que, hipnotizado com a transformação provisória do país, não consegue raciocinar sobre os (poucos)prós e os (muitos)contras da realização do mega-evento.

Pelo menos quem esperava conquistar a estabilidade profissional através dos concursos públicos já sofre as consequências da onerosa realização, bem antes mesmo do evento começar.

Realizar essa copa foi um grande ato de irresponsabilidade de nossas autoridades e um caríssimo preço será pago por isso em 2015. Como a corda arrebenta sempre para o lado do mais fraco, será a população, já bastante sofrida, que pagará esse preço. Não se sabe ainda como.

COPA DE 2014 FEZ GOVERNO CORTAR VERBAS PARA CONCURSOS PÚBLICOS

Por Alexandre Figueiredo

A vitória (roubada) da seleção brasileira de futebol na copa do mundo de 2002 foi algo pior do que se pensava.

Não bastasse aquela copa do mundo artificial, que mais parecia um videogame privativo do sr. Ricardo Teixeira, com aquelas partidas frouxas e todas parecidas como se seguissem um mesmo roteiro, previamente estabelecido pelos "cartolas" da FIFA.

Em 2002, os verdadeiros grandes times tiveram que "jogar pior" para abrir caminho para uma seleção brasileira despreparada, sem coesão, sem jogadas seguras nem competentes, que só ganhou as partidas mais pelas brechas tendenciosas dos adversários do que de qualquer esforço natural de jogada.

O jogo Brasil X Inglaterra foi sintomático. A seleção inglesa tinha tudo para ganhar o jogo. Foi orientada a não ganhar, a "jogar mal" no segundo tempo. Aquela vitória da seleção brasileira, nem de longe foi a do povo brasileiro, mas a vitória do PiG, dos "cartolas", das oligarquias, do latifúndio, das multinacionais instaladas no país, dos politiqueiros.

Taí, agora quem paga a festa são os brasileiros. Revelou-se que os cortes de R$ 50 bilhões no orçamento da União, anunciados pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, que atingirão os concursos públicos, inclusive nomeações de vários aprovados, não afetarão os investimentos para a Copa de 2014 e, da mesma forma, para os preparativos para as Olimpíadas do Rio de Janeiro em 2016.

Trata-se de uma péssima notícia, que transformará o país numa gigantesca comédia de erros. Afinal, foi por causa do "jeitinho brasileiro" do penta de 2002 que o Brasil foi escolhido sede para a copa do mundo de 2014, o que trouxe, junto com a escolha do Rio para sede dos jogos olímpicos de 2016, vários transtornos.

Os passageiros de ônibus cariocas já começam a se enrolar para pegar ônibus, devido à arbitrária padronização visual do prefeito Eduardo Paes. Imagine ir a um compromisso com prazo de horário e embarcar no ônibus errado, por causa da mesma pintura de consórcio e perder o tempo precioso. Transtornos assim nenhum bilhete único conseguirá compensar.

Há também a campanha do império da axé-music - controlado pelos riquíssimos empresários de blocos carnavalescos baianos - para que Salvador faça a abertura da copa do mundo de 2014, fazendo com que os estrangeiros sejam obrigados a tolerar a música de péssima qualidade que os medalhões da axé-music e do porno-pagode baianos vão tocar no evento.

Imagine que, no Brasil popularesco, um jovem cidadão comum não pode ter uma mulher do mesmo nível de beleza e inteligência de uma Márcia Peltier, privilégio do "cartola" olímpico Carlos Arthur Nuzman (um ex-jogador de vôlei que veste como se fosse banqueiro), mas marias-coitadas que existem aos montes nas plateias de sambrega e breganejo, ou as tais popozudas, estas com ex-namorados ou ex-maridos roendo de ciúme rancoroso e, mal digerindo as relações encerradas há um bom tempo, têm até gangue para espancar qualquer pretendente que for visto ao lado da ex.

Junte-se a isso a frustração de muita gente que deseja ter um emprego estável de esperar um ano para que algum novo concurso seja feito, ou, no caso de quem foi aprovado, ver o concurso perder validade sem que qualquer convocação ao trabalho seja garantida aos pobres cidadãos.

É de uma sensatez cortante a frase que o ator Robin Williams disse, numa entrevista de tevê, de que Chicago tinha Michelle Obama e Oprah Winfrey para fazer campanha pela sede das Olimpíadas, e o Rio de Janeiro vinha com strippers e "pó".

Mas o Brasil politicamente correto se sentiu ofendido com tal piada. Sobretudo a "galera" que consome "pó" e cultua popozudas naquilo que eles chamam de "baladas", que são uma espécie de raves provincianas e datadas.

Se bem que Madri seria a cidade ideal para sediar os jogos olímpicos de 2016. De longe, a cidade estava previamente preparada para o posto, mas os "cartolas" não estavam aí com a razão e preferiram escolher um Rio de Janeiro que, somente em última hora, tenta combater a criminalidade e lança mão até da corrupção policial para criar UPP's às pressas. E a criminalidade ainda não é combatida de forma ideal ou eficiente, apesar dos mornos avanços.

Enfim, o Brasil prefere a festa do que a qualidade de vida. Acha que a festa trará mais dinheiro, mais empregos e, com isso, mais justiça social. Mas para quem confunde justiça social com consumismo, não é bom levá-los a sério.

Afinal, como sempre vemos no comportamento de nossas elites e de nossos políticos, os dois eventos esportivos só vão gerar despesas e um violento déficit público. Na melhor das hipóteses, o faturamento só corresponderá a 16% do valor a ser investido, direta ou indiretamente, em relação aos dois eventos. E, desses 16%, é muito provável que nada mais do que 1% (talvez bem menos) seja repassado para a sociedade.

Essa não é uma visão pessimista. É uma visão realista. Vide o que já registra a História de nosso país.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...