quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Oba! Programa mais chato da MTV poderá acabar!

Os apresentadores Paulo Bonfá e Marco Bianchi, que apresentam o Rock Gol (sabe-se lá porque este nome, se nada tem a ver com rock...), o debate-bola da MTV e por isso, o programa mais chato do canal, vão sair da emissora, apesar do sucesso do programa.

Não se sabe para onde os pseudo-comediantes (os caras são muuuito sem graça, meu! Parecem amadores fazendo stand-up comedy!) irão, mas há possibilidade do programa chatérrimo ser extinto. Todo mundo sabe que nem quem adora futebol gosta de assistir debates (para quem é burro, programas desse tipo são considerados "intelectuais demais", algo que discordo plenamente, já que futebol é o esporte mais curtido pelos analfabetos brasileiros - impossível achar um analfabeto que não goste), imagine quem não gosta, como eu.

O programa já vai tarde e tomara que a MTV (que infelizmente não está incluída no meu pacote de assinatura, por causa de uma briga entre as operadoras de TV por assinatura e a emissora) não pense em ressuscitá-lo com outros apresentadores. Futebol já está mais do que bem servido pela TV aberta e os torcedores de futebol, essa gente ultra-mimada, não merecem tanta mordomia acima do já excessivo "chamego" que recebe de toda a mídia, de autoridades e de toda a sociedade brasileira.

Rock Gol, você já deu o que tinha que dar. Agora, desapareça!

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Gostar de futebol faz parte da etiqueta social - infelizmente

Apesar da população brasileira adorar democracia e diversidade, ela se esquece destes dois aspectos quando aparece a questão do futebol. É um dogma social bastante arraigado de que o Brasil é o país do futebol e há uma silenciosa lei que obriga todo brasileiro a ser torcedor de futebol. A obrigação é tanta que muita gente que não costuma gostar do esporte, passa a gostar em época de copa.

Para a maior parte dos brasileiros, graças a essa obrigatoriedade, não gostar de futebol é visto como ofensa e falta de respeito. Basta dizer a alguém, mesmo de maneira simpática que não curte futebol, para ser visto como ameaça pela pessoa com quem se conversa. Para elas, não gostar de futebol é pior que falar palavrão quem festa granfina. Quem não curte muitas vezes é tratado como um mau-caráter, alguém com capacidade de prejudicar os outros.

Para piorar, os admiradores de futebol, ao tomarem conhecimento da existência de pessoas alheias ao esporte bretão, se sentem acuados, pedindo "respeito" por gostarem de futebol. Cá pra nós: os admiradores do futebol não necessitam de respeito vindo de pessoas como eu. Respeito eles têm de sobra, vindo de quase toda a sociedade brasileira e de toda a mídia e autoridades. Quem precisa de respeito são pessoas como eu, que não curtem futebol.

Quem não curte futebol é ignorado pela sociedade e por autoridades, que nunca se esforçam em oferecer alternativas de lazer durante a copa. Quem não gosta de futebol "que se vire" para se divertir durante o jogo da "seleção".

Aliás, eventos de futebol são muito usados como forma de afirmação social de quem gosta de futebol. Tanto é que mulheres, antes alheias ao esporte, passaram a gostar, devido ao medo de se sentirem excluídas de uma sociedade tão fanática pelo futebol.

O futebol é considerado um item muito presente nas etiquetas sociais de nosso país. Ter um time de futebol é tão importante para os torcedores quanto ter um R.G. ou CPF.

Infelizmente, a sociedade brasileira ainda não amadureceu para aceitar a diversidade esportiva e o direito de alguém não gostar de futebol. Apesar de ser um mero lazer, esse esporte é tratado com extrema seriedade, com frequência assídua em telejornais sisudos e inclusive respeito de autoridades que chegam dar status de heróis a meros jogadores, que além de não salvarem ninguém, não fazem nada além do que um bobo da corte sabe fazer.

Esse fanatismo que gera a obrigatoriedade do futebol incomoda e gera inimizades. Só falta lançarem uma lei obrigando os brasileiros a gostarem de futebol.

190 milhões de técnicos... humpf! Eu não sou técnico de porra nenhuma! Que se danem os jogadores de futebol! Eles não me alimentam nem pagam as minhas contas! As vitórias da "seleção" nunca mudaram a vida de ninguém e nem vão mudar.

Triste a sociedade brasileira. Ainda não está preparada para aceitar as diferenças.

domingo, 12 de dezembro de 2010

Um pouco de descanso. Mas só um pouquinho...



Para quem não curte futebol, o período de sossego que temos é o intervalo entre duas temporadas de campeonatos. Dura muito pouco.

É melhor aproveitarmos esse tempo de descanso e curtirmos a vida, com os fanáticos por bola bem calados e as TVs mostrando outros tipos de programas mais divertidos.

Porque no ano que vem, assim como em todos os anos, vem um novo brasileirão e os fanáticos gritarão em nossos ouvidos com aquele orgulho troglodita que eles sabem muito bem fazer.

Aproveitem o sossego enquanto é tempo. Eu já estou aproveitando o meu.

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Brasil já conhece adversários na Copa do Mundo de Futebol Feminino

OBS: Futebol feminino? Ih, não interessa a maioria dos brasileiros, que não irão decretar feriado, não vão comprar televisões, não irão fanaticamente dar palpites idiotas nem idolatrar as jogadoras. Afinal, o bosta do Neymar, o Asno... perdão, "Homem" do ano, não está lá!

Interessante como o fanatismo do futebol é direcionado para apenas uma categoria: a dos analfabetos entre 17 e 35 anos que atualmente jogam sob o comando de Mano Menezes, que todos pensam que é uma instituição governamental que pertence a população brasileira. Não sabem que a "seleção" é uma "empresa" privada que pertence às Organizações Globo.

Paisinho machista esse o nosso, não é?

Brasil já conhece adversários na Copa do Mundo de Futebol Feminino

Redação SRZD | Futebol | 30/11/2010 16h55

O Brasil já conhece os adversários na Copa do Mundo de Futebol Feminino, que será realizado na Alemanha, entre 26 de junho e 17 de julho. Além do Brasil, o grupo D conta com a Noruega, Guiné Equatorial e Austrália.

O sorteio realizado no Congress Center de Frankfurt definiu que as brasileiras farão sua estreia contra a Austrália, em Mönchengladbach, no dia 29 de junho. No dia 3 o adversário será a Noruega, em Dresden; já no dia 6, o desafio será contra a Guiné Equatorial em Frankfurt.

Veja todos os grupos da Copa do Mundo:

Grupo A
Alemanha
Canadá
Nigéria
França

Grupo B
Japão
Nova Zelândia
México
Inglaterra

Grupo C
Estados Unidos
Coreia do Norte
Colômbia
Suécia

Grupo D
Brasil
Austrália
Noruega
Guiné Equatorial

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Kaká e mulher rompem com a Igreja Renascer

OBS: Apoiar igreja de corrupto nunca é bom. Vamos ver se desta vez o jogador e sua esposa moderem seus comportamentos desta vez.

Infelizmente, jogadores de futebol são tidos como exemplo para muita gente. Eu acho que cientistas é que deveriam ser seguidos e imitados pela sociedade, mas como não criei as regras que regem a ingênua, teimosa e submissa sociedade de nosso país, é melhor os jogadores (todos) melhorarem, cada vez sua personalidade, senão vamos criar uma sociedade de babacas.

Kaká e mulher rompem com a Igreja Renascer, diz revista

05 de dezembro de 2010 às 08h15 - Site Terra

O jogador do Real Madrid Kaká e sua mulher Carolina Celico, que por muito tempo foram ligados à Igreja Renascer em Cristo, dos bispos Estevam e Sonia Hernandes, romperam com a igreja, informa a edição desta semana da revista Veja.

Caroline disse à revista que o tempo dela na Renascer "acabou" e que pode afirmar é que sua "busca constante é somente por Deus". Ela não quis explicar os motivos da decisão. Ainda segundo a reportagem, Kaká ligou pessoalmente para Estevam Hernandes para confirmar o desligamento, alegando "motivos pessoais" para o rompimento.

Polêmicas

A Renascer está envolvida em diversas polêmicas. No ano passado, a Justiça Federal em São Paulo condenou Estevam e Sonia Hernandes a quatro anos de prisão pelo crime de evasão de divisas. Em janeiro de 2007, eles chegam a Miami, nos EUA, com cerca de US$ 56 mil escondidos em uma bolsa, foram presos e condenados pela Justiça americana. Em janeiro de 2009, o teto da antiga sede da igreja em São Paulo desabou, deixando sete mortos. Nestas ocasiões, Kaká sempre manifestou publicamente apoio ao casal fundador da Renascer.

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Argentina acusada de suborno na Copa

OBS: Na minha opinião, as pessoas deveriam aprender a deixar de gostar de futebol. É tudo roubalheira. Há décadas o futebol-arte morreu, sobrando apenas o ilusório rótulo que os brasileiros, povo habitualmente ingênuo, ainda insistem em colocar em seu esporte.

Há muito mais corrupção e sujeira no futebol mundial do que em todo o Congresso Nacional e algo precisa ser feito para que os dirigentes esportivos possam fracassar e com isso, para com suas falcatruas que só sujam cada vez mais a imagem de nosso esporte.

Os dirigentes sabem muito bem que torcedores são pessoas submissas e que fazem de tudo para - supostamente em favor de seus times favoritos - satisfazer a ganância dos dirigentes dos mesmos e de entidades ligadas ao futebol.

Aviso: não pensem que a CBF é incapaz de tomar a atitude feita pela Argentina. Há quem diga que foi desta forma ilícita que o Brasil arrebatou a copa de 2014 e a olimpíada de 2016. Sabem que poderão lavar dinheiro sujo e também superfaturar com as obras a serem feitas.

Jornal dos EUA acusa suborno do Qatar a dirigentes argentinos por Copa-2022

Enviado por luisnassif, sab, 04/12/2010 - 09:38 - Por Stanley Burburinho
Das agências internacionais - Em Nova York (Estados Unidos)

O periódico norte-americano Wall Street Journal levantou uma acusação contra a vitória do Qatar para sediar a Copa do Mundo de 2022. De acordo com a publicação, a delegação do país subornou dirigentes da Associação de Futebol da Argentina (AFA) para obter votos a sua candidatura.

“Segundo um membro da equipe que comandou a candidatura do Qatar, pelo menos um conselheiro recomendou que a Associação de Futebol do Qatar efetuasse um pagamento de US$ 78,4 milhões para ajudar a AFA a sair da crise que padece o campeonato local”, disse o jornal.

Segundo o periódico, “esta pessoa disse que o pagamento estava destinado a facilitar a relação do Qatar com o presidente da AFA, Julio Grondona, membro do Comitê Executivo da Fifa".

O jornal, porém, não dá detalhes que sustentem sua versão e cita o porta-voz da AFA, Ernesto Cherquis Bialo, que nega que tenha havido qualquer tipo de pagamento.

“É a primeira vez que ouço falar disso”, disse Bialo ao diário norte-americano, que também menciona um desmentido de Grondona sobre o assunto.

Os meios de comunicação dos Estados Unidos reagiram com indignação à decisão da Fifa em preterir a candidatura do país e escolher o Qatar para receber a Copa do Mundo de 2022. Sem nunca ter participado de um Mundial, o país asiático venceu a eleição realizada na Suíça. Além dos norte-americanos, Japão, Coreia do Sul e Austrália eram candidatos a sediar a competição.

http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2010/12/03/jornal-dos-eua-acusa-suborno-do-qatar-a-dirigentes-argentinos-por-copa-2022.jhtm

domingo, 5 de dezembro de 2010

E se eu fosse técnico da "seleção"?

A mídia, o mercado publicitário e o senso comum do povo-carneirinho não vivem dizendo que somos 190 milhões de "técnicos" da "seleção" brasileira? Eu não concordo com isso, pois futebol é lazer e se tem quem gosta, tem muita gente que não gosta, como eu.

Mas imaginei essa possibilidade. Sabem o que eu faria se fosse técnico da "seleção"?

- Mandava o Ricardo Teixeira e as Organizações Globo se fuderem;
- Obrigava o Neymar e as estrelinhas da "seleção" ir capinar no sol forte o dia inteiro durante 10 dias. Depois mandava eles fazerem a mesma coisa em dia de trovoada. Se levar choque, melhor ainda, pois iria deixar o corte moicano do cabelo ainda mais "bonito".
- Declarava abstinência de sexo de no mínimo 6 meses para os jogadores. Estou há vários anos anos sem isso (só tem mulher comprometida!) e continuo vivo e sadio.
- Reduzia em 90% o salário dos jogadores.
- Só chamaria para jogar quem tivesse nível superior, comprovado através de diploma.
- E faria quem nem o Dunga: Globo só entra na concentração mediante requisição escrita e entregue com antecedência.
- E proibia a vuvuzela nos jogos.

São essas as medidas que eu iria tomar se eu fosse técnico da "seleção". Que ela possa um dia quebrar a cara, para o bem da nação, iludida e hipnotizada a cada copa.

Depois de me conhecerem como técnico, a idiota multidão de fanáticos ludopédicos, de mentalidade bem lavadinha pela Globo, iria sentir saudades do Dunga...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...